Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Mudos

Desabafos Mudos

14/04/15

ganhar interesse pelas aulas

Quando a matéria é assim para o secante ou simplesmente um complicada, em vez de escrever exactamente o que o professor dita e fazer tudo de forma igual, faço à minha maneira. Com alguma criatividade à mistura, para perceber e me ir rindo pelo meio em vez de adormecer e ficar à nora.

 

É praticamente obrigatório quando estamos a mexer em código. Darmos às variáveis nomes diferentes daqueles que o professor usa mesmo enquanto explica, para nos obrigar a perceber onde é que tenho que ir alterar para o que eu dei. Neste exemplo que dou abaixo não é propriamente código, mas é para terem uma ideia :)

 

marshmallows.png

marshmallows2.png

17/07/14

há coisas que só nós

«- Então amor? Ou um ou outro.

- Pera aí, estou com breaks!»

 

«Como é que te esqueceste disto?

- Estou aqui com um erro qualquer na base de dados.»

 

Sobre isto:

«LOL, nível 1337 a subir as escadas.»

 

Nota: Não estamos a falar de programas, mas de nós mesmo. Vejam como a programação se entranhou em nós.

 

10/07/14

uma casa à frente da praia

Alugar uma casa à frente da praia é só vantagens. Acordamos, vamos à praia. Voltamos para almoçar e deixar passar a hora de maior calor, aproveitando para estudar e tirar dúvidas com ele. Chega as 15h30/16h, voltamos para a praia até o sol ir embora e começar a ficar fresquinho. Chegamos a casa, banho, jantar, estudar, novela, estudar e cama.

 

Afinal ainda consigo ter umas férias decentes cá antes do exame e antes de ir para o Brasil. Assim em vez de ir branca flurescente, vou só branca para lá.

18/01/14

programação vs base de dados

Quando foi a altura da frequência de Sistemas, toda a gente dizia que era difícil. Trabalhar com o access, epah que dificuldade! Esta semana tivemos frequência de Programação e agora um trabalhinho para entregar e apresentar. «Afinal Sistemas é fácil»

{#emotions_dlg.sleeping}

 

Gente, fazer uma base de dados é fácil. Difícil é programar uma encomenda de pizzas ou fazer uma luta no visual basic!


Picoult, 25 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.

it

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sobre mim

Picoult, 25 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.
Curiosa na multimédia, gosta de fotografia, apaixonada por gatos e já foi viciada em escrita.