Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Mudos

Desabafos Mudos

12
Mai18

não me pagam para me estar a chatear

Picoult

Literalmente. Estava a olhar para o meu gestor e para o que tenho que fazer e não conseguia fechar nada. Comecei a stressar porque segunda é o pior dia, praticamente não posso mexer no que já tenho, vai ser só adicionar porque a equipa toda folga ao fim-de-semana. Aí sim, vai começar a descambar. Adicionar ao gestor, adicionar, adicionar. Não vamos ter tempo de analisar o que já temos, sinceramente não consigo fechar nada nos próximos dias. Saíram 3 membros da equipa esta semana. Uma já tinha sido despedida estava à espera do último dia, uma despediu-se de surpresa e a outra tinha sido transferida para outro departamento porque tinhamos pouco fluxo de trabalho...

 

Estava eu a stressar toda mas depois pensei... foda-se... Eles não se preocupam que isto arda tudo, vou eu estar a preocupar-me que recebo a miséria que recebo? Eles não se preocupam que na segunda-feira vamos estar 5 pessoas a fazer o trabalho de 8, vou eu preocupar-me? Não. Eu vou fazer as coisas ao meu ritmo, nem mais depressa, nem mais devagar. E não me vou stressar quando vir que já não ligo a determinados clientes à 5 dias e até lhes disse que ia tentar resolver naquela semana. 

Desculpem, mas não dá. É humanamente impossível.

20
Set16

o dilema

Picoult

Ou 'o desespero'. Também serviria que nem uma luva como título para este post. Queremos por tudo sair de casa dos meus pais até ao final do mês. Mas não há anúncios dentro das nossas possibilidades. E o 'reservado' hoje foi duro de ouvir.

Temos no entanto ainda uma possibilidade pendente com resposta no final deste mês. Com diferença de 50€ com ou sem recibos... No desespero, sendo a única possibilidade, ainda vai ser essa. Não me vejo aqui mais um mês, não consigo.

01
Jul16

posso gritar agora?

Picoult

Escrevi tantos posts durante as horas no trabalho em que não aparece/pára ninguém, mas depois quando chegava a casa tinha preguiça ou o sentimento já tinha passado, pelo simples facto de já o ter escrito na folha.

Hoje estou revoltada. Porque na entrevista disseram coisas sobre o trabalho que agora têm vindo a mudar. E uma delas é que iriamos rodar entre as várias lojas, ou seja, de shopping para shopping. Actualmente já disseram que querem fixar as equipas em cada um deles, e eu fiquei precisamente no que não me dá jeito nenhum. Mas, obviamente, sou eu que tenho que me desenrascar. As outras puderam ficar onde tiveram preferência porque tinham dificuldades a sair daquele shopping. Eu que tenho as mesmas dificuldades e até sou da zona de uma delas, tenho que me desenrascar ou vir-me embora.

Vou gastar novamente dinheiro em bilhetes até puder comprar o passe, sim porque isto vai para aqui uma confusão em passes que nem vos digo. Depois vou ter que pagar mais por outro passe combinado e vou gastar mais dinheiro em bilhetes nos dias em que estou escalada fora da zona do passe...

Estou revoltada. Muito mesmo. E continuo á procura de outro trabalho. Um que me ponha a mexer e dê possibilidade de progressão na carreira. Que ali nem trabalho nem progressões, nada! Sim, não gosto de estar 7 horas sem fazer nada nem a receber.

 

Vou remover a licenciatura do currículo e entregá-lo em lojas de roupa. Porque estou a ver que a licenciatura está a fazer comichão a muita gente pelos vistos. E quem se lixa sou sempre eu.

25
Jun16

ainda do trabalho

Picoult

Quero olhar para as horas e pensar "falta uma hora para sair, ainda tenho que terminar isto e a seguir ver se já agora faço mais aquilo" ou ficar dez minutos depois da hora para terminar algo.

Não quero continuar a olhar para o relógio e ver que falta uma hora, que lá é o equivalente a três horas a passar...

Se aos fins-de-semana já é mau, hoje com o jogo da selecção vai ser a seca total...

22
Jun16

posso queixar-me um bocadinho do trabalho?

Picoult

Sim, primeiro queixava-me que não tinha. Agora tenho, mas tem dias que é tão parado, mas tão parado... domingo e ontem estive literalmente cinco horas (do part-time) sem vender, sem falar com clientes porque espreitavam rápido e seguiam caminho, sem nada... E o tempo custa tanto a passar quando não podemos fazer nada, só estar ali.

Fui chamada através do centro de emprego, não é sítio onde fosse deixar o currículo porque já tinha a noção de que seria algo assim. Primeiro trabalhava 10 a 12 horas seguidas, agora estou sem fazer nada

Há quem diga, na brincadeira espero, que é bom 'estás a receber sem fazer nada', mas garanto-vos que não é. São as 5, 6, e tem dias que 7, horas mais longas da minha vida.

10
Mai16

ausência

Picoult

Tenho andado distraída a conhecer e a confiar em pessoas, agora ando distraída a esquecer o tempo que perdi e a dor desnecessária que senti apesar de já saber como é que as coisas iam acabar. Junta-se isso ao não ter nada para fazer (bem, tive uma entrevista e um não, foi qualquer coisa..) e pronto, não tenho muito mais a dizer... Mas eu volto, eventualmente. Eu volto sempre.

 

Porquê que eu continuo a deixar pessoas entrar?

 


Picoult, 24 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.

it

Sobre mim

Picoult, 25 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.
Curiosa na multimédia, gosta de fotografia, apaixonada por gatos e já foi viciada em escrita.

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.