Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Mudos

Desabafos Mudos

11/03/15

estou pela ponta dos cabelos

com estes clientes. Demos um orçamento detalhado com o qual eles concordaram. E o que está acontecer é que eles ligam a dizer que querem isto e aquilo que não estavam dentro do orçamento e ainda por cima não querem pagar por isso porque pensavam que estava incluído, quando estava perfeitamente detalhado no orçamento o que fazíamos... Como é que eles vêm pedir, a quem pagaram para fotografar, edição de vídeos e criação de textos?

 

Ele é holandês, e ela é brasileira. Pelo menos ela perceber perfeitamente português. Onde é que nós nos enganámos a explicar? Se eu não precisasse mesmo deste dinheiro, e o meu colega não fosse o meu namorado, eles a mim não me exploravam.

19/02/15

orçamentos para aqui e para ali

Escrito a 16 de Fevereiro:

O meu primeiro cliente foi daqueles que metia medo. O meu namorado (e sócio) mostrou o produto, explicou como funciona, mostrou o portefólio entre outras coisas. Tudo o que faz e podia fazer para eles. A mulher dele falava e questionava, ele ouvia em silêncio. No fim levanta-se e trás umas quantas folhas à quatro em branco e uma caneta. E começa a fazer perguntas, a apontar as respostas para perceber o que é melhor para ele. 

Sim, de inicio estava nervosa. Existem muitas pessoas brutas quando nos vêem não nos levam a sério por sermos jovens e são mal-educadas. Mas este não era um deles e percebi que no lugar dele faria o mesmo.

 

Chegando à minha parte, explicou o que queria e pediu que lhe fizesse um orçamento. E eu não sabia a trabalheira que dava fazer um orçamento até começar um. E custa mais por me estar a iniciar nisto. É tão difícil pôr um preço no nosso trabalho.

 

Hoje, 19 de Fevereiro:

Está confirmado o meu primeiro cliente :) o meu segundo trabalho remunerado, mas o primeiro como deve ser. Estive a semana toda preocupada com o preço. A nossa professora de marketing dizia que 'é importante saber um pouco do trabalho dos que nos rodeiam para sabermos dar valor'. Mas não é qualquer pessoa que sabe o trabalho que está por trás da fotografia, refiro-me ao antes, ao momento do trabalho e à pós-produção. Não é fácil. Então andei eu praticamente desde a primeira reunião na sexta-feira 13 ) nervosa porque o preço era aquele e não podia baixar mais para o trabalho e responsabilidade que vai ser. Mas tinha medo que eles achassem caro e não o aceitassem.

Para chegar lá hoje e eles nem sequer o porem em causa.

 

A parte mais dificil já passou, convencer que somos bons e a melhor escolha. Agora vamos à parte divertida: o trabalho! (Sem sarcasmos!) Eu gosto do que faço :)


Picoult, 25 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.

it

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sobre mim

Picoult, 25 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.
Curiosa na multimédia, gosta de fotografia, apaixonada por gatos e já foi viciada em escrita.