Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos Mudos

Desabafos Mudos

25/01/20

Cancro da Mama: Façam perguntas

Lembram-se deste post em Abril de 2018 e deste em Agosto de 2019?

Quando descobri o nódulo no peito toda a gente estava preocupada e queria saber como corriam as consultas/exames que ia fazendo. Mas ao mesmo tempo era quase um assunto 'tabu'. Queria-se tanto que não fosse nada que não pensaram se já tinha existido algum caso na família com cancro, seja ele onde fosse. Sinceramente, eu também não me impus e fiz questão de esmiuçar para ter a certeza. Então quando em Maio comecei a ser vista no Hospita e a médica perguntou se já alguém na família tinha tido ou tinha cancro, eu respondi que não.

Agora, depois de ser diagnosticada com cancro da mama, é que pensaram e se lembraram que afinal X irmã de X morreu com cancro.

E eu agora penso... se tivesse forçado essa questão quando comecei a ser seguida, será que tinham dado mais importância e teriam feito mais exames para confirmar o que era aquilo que eu tinha no peito em vez de se ficarem por 'sugestivo de ser fibroadenoma'?

Já teria sido descoberto à 7 meses e removido? Não se teria tornado invasivo? Poderia ter evitado a quimioterapia e este risco de se ter espalhado?

 

Se descobrirem algum nódulo, não desvalorizem. Vão a um médico até terem a certeza do que é. 

PERGUNTEM à vossa família se existe/existiu algum caso de cancro na família.

É importante, sobretudo se forem novas. Senti que desvalorizam a minha situação por ter dito que não tinha nenhum caso de cancro na família e por ser tão nova, é raro acontecer na minha idade.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sobre mim

Picoult, 26 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.
Curiosa na multimédia, gosta de fotografia, apaixonada por gatos e já foi viciada em escrita.