Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Mudos

Desabafos Mudos

25
Ago13

hortelã trepadeira (?)

    Antes pensava - 'bem se calhar é normal'. Depois lembrei-me da hortelã da avó do G., que por acaso foi de onde estes três pés vieram e percebi que isto não é normal. Ou pelo menos é o que acho, eu que não sou entendida no assunto. Fui perguntar ao google se a hortelã é trepadeira e encontrei outra a fazer a mesma pergunta. Fiquei na mesma depois da curta pesquisa. Agora quando a fui regar pus o vaso em cima de um banquito para ver se ela se enrola no corrimão da varanda, já agora eheh

25
Ago13

eu e o meu sobrinho # 2

- A avó ganhar é batota, eu ganhar não é batota!


- Porquê?


- Porque quem perde é batata podre.


- Mas tu não podes ganhar sempre.


- Posso sim, eu consigo!


- Opa, o teu sobrinho vai ter tantos desgostos quando se aperceber que não pode ganhar sempre. - Disse alto para o G. me ouvir lá na cozinha.


- Tia! - queixou-se com lágrimas de corcodilo - oh tia, não fales mais sobre isso!

24
Ago13

recordações

Eramos quatro das sete crianças que haviam naquela terra, naquele momento. Vocês emigrantes a visitarem os avós, nós com o mesmo motivo mas do interior. Tinhamos acabado de nos conhecer e fomos inseparáveis durante aquela meia dúzia de dias. Não sei como é que começou, já não me recordo. O que me lembro melhor é de estar de castigo, amuada ao fundo das escadas da casa da minha avó. O meu irmão já tinha desaparecido a correr ao virar da esquina do quelho. Provavelmente tinha-os ido chamar para irem brincar.

 

Ainda eu não sabia de um pequeno segredo que me 'salvaria' a vida. Aquela casa velha que estava a cair aos bocados que está junta à nossa, do lado direito, estava directamente ligada à casa da avó deles e eles atravessaram-na sorrateiramente para me irem chamar. Imaginem o tamanho do meu sorriso com eles ali no topo das escadas daquela casa que sempre tivera medo devido ao seu aspecto. Com a minha tia em casa distraída a fazer qualquer coisa lá me pisguei eu atrás deles.

 

Apesar de ainda estar limitada e não poder ir muito longe, já não estava ali de castigo, no fundo das escadas da minha avó. Tinha-me escapulido! E estava bem acompanhada. Atravessáramos a velha casa e ficámos a tarde a jogar às cartas - keims se é assim que se escreve. Isto até ouvir a minha tia gritar pelo meu nome para saber onde é que eu andava. Nessas alturas atravessava de novo a casa o mais depressa que os buracos no chão me permitiam (e eram carradas deles!), sentava-me no topo das escadas daquela casa com uma cara amuada e ficava a vê-la passar de um lado para o outro sem reparar em mim. Até que me decidia a dizer 'estou aqui' também num tom amuado. Olhava para mim, dizia meia dúzia de ralhetes e voltava para dentro. Eu, voltava para o jogo de cartas.

 

Isto até um dia descobrirem o nosso pequeno segredo. Foi bom enquanto durou :)

24
Ago13

14 e 15

Stillness



 


    Era no sossego da noite que nos sentámos na cadeira baloiço e em outras cadeiras. Para conversar ou simplesmente apreciar aquilo que aqui, na cidade, não temos. Silêncio.




Books



    A colecção destes livros da minha tia já passou por ela, por mim e agora pela minha princesa que aprendeu a ler este ano :)

23
Ago13

12 e 13

Far Away



 


    Helicópteros, o meio aéreo de combate aos incêncios. Podíamos ver/ouvir passar um todos os dias, em direcção ao fumo que chegava aos nossos narizes indicando o inicio de mais um.




Home



    Basta-me ter-te ao pé de mim, para me  sentir em casa...


 

21
Ago13

'Retrato de Família', Jojo Moyes

«Para sua surpresa, Joy teve de olhar para cima. (Raramente tinha de o fazer; era mais alta do que praticamente todos os chineses e do que a maioria dos homens da festa.) Conseguia ver com alguma dificuldade dois rostos longos e sérios aproximando-se dela, pairando acima de dois colarinhos brancos. Um oficial da Marinha. Ou talvez dois.  Não conseguia ter a certeza. Fosse como fosse, um deles estava a segurá-la pelo braço e a conduzi-la suavemente por entre a multidão em direcção à varanda.»

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D