Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

desabafos mudos

desabafos mudos

11
Abr11

Doces mentiras

Passei os dedos no teu cabelo para deixar no perfeito desalinho de que gosto tanto. Estavas febril, tão sem cor. Os olhos pesavam-te, pareciam sonolentos, mas abriste-os. Já não tinham brilho e perdiam-se num imenso vazio, mas de alguma forma encontraste-me e focaste o olhar no meu. Ou assim pensei eu. Afaguei a mão que não reagiu ao meu toque quente, provavelmente porque já não me sentias. Como irias sentir tu fosse o que fosse se eles continuavam a impingir-te aqueles venenos no corpo para te manter cá?
Lembro-me de ter moldado nos meus lábios as palavras ‘Vais ficar bem.’ e de morder o lábio inferior para aguentar as lágrimas. Recordo também do gosto a sangue que me passeou na boca e de optar por cerrar o punho no colo. Não acreditaste. Eu também já não conseguia acreditar.


Picoult, 24 anos, a espetar com tudo para aqui desde 2009.

it

Mensagens

Leo

Mood 90% of the time: F#ck off.